Rede dos Conselhos de Medicina
Como a COVID-19 muda a maneira como tratamos a Hiperplasia Prostática Benigna?

A entrada da COVID19 em nossas vidas tornou mais complicado o dia a dia de milhões de homens com aumento da próstata.

A crise médica da COVID-19 resultou em efeitos imediatos na prática urológica, em particular a grande redução de cirurgias eletivas, como o tratamento da Hiperplasia Prostática Benigna.  Os impactos desses efeitos são complexos e é provável que a crise não apenas afete os tratamentos atuais, mas também ofereça ainda mais desafios e mudanças aos urologistas, pacientes e organizações hospitalares que persistem após a crise pandêmica.

O cenário é desafiador para todos instituições, urologistas e pacientes, mas ao mesmo tempo pode revelar oportunidades em meio a crise, como tratamentos minimamente invasivos ou cirurgias adaptadas para o sistema “Day Hospital” , a fim de economizar capacidades de sala de cirurgia e diminuir o tempo de permanência do paciente no serviço de saúde.

Durante o período de isolamento social, o impacto deletério da obstrução do trato urinário, causado pela HPB, na qualidade de vida dos pacientes aumentou, isso devido ao atraso no tratamento, levando a eventos mais significativos, como retenção urinária , infecção e incontinência.

Com as cirurgias eletivas interrompidas, impactou em um enorme atraso nas filas dos serviços públicos , e também no surgimento de uma demanda reprimida nos planos de saúde e serviços particulares.

A telemedicina contribuiu para que os tratamentos clínicos pudessem continuar, através de consultas e liberação de receitas. Porém, a grande maioria dos pacientes não conseguiu acesso a essa ferramenta tecnológica, e da mesma forma, muitos urologistas ainda não utilizam a plataforma de atendimento.

Nesse contexto, a urologia caminha para a adaptação de novas tecnologias e implementação de práticas mais modernas para o tratamento da Hiperplasia Prostática, que atinge cerca de 25 % dos homens com mais de 50 anos, chegando a 90% dos homens com mais de 80 anos .

Dr Adelmo Aires Negre
CRM-TO 2678
RQE- 1113
Presidente da Sociedade Brasileira de Urologia- Seccional Tocantins

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner