Rede dos Conselhos de Medicina
ATLS sinônimo de melhor atendimento ao povo tocantinense

ATLS sinônimo de melhor atendimento ao povo tocantinense

Mais uma vez os médicos do Tocantins puderam contar com o vasto conhecimento e a logística completa oferecida pelo Curso ATLS, que desembarcou no Estado, trazendo uma equipe de oito profissionais gabaritados da área de saúde que repassaram técnicas e orientações focadas no tema “Trauma” a 48 médicos interessados em se reciclar para assim oferecer melhor atendimento ao povo tocantinense.

“Quem vai salvar a vida de um paciente não são os equipamentos, mas sim o médico bem preparado”, afirmou o o médico Paulo Candelária, que comandou o curso no Estado e que compõe a equipe da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

O Curso Suporte Avançado de Vida no Trauma / SAVT ATLS propõe a disseminação do programa denominado "Advanced Trauma Life Support / ATLSâ" que busca ao longo de sua realização coordenar e orientar equipes multidisciplinares, de qualquer especialidade para obter mais êxitos em tratamentos de pacientes traumatizados.

A doença trauma é tudo aquilo provocado por causa externa: acidente automobilístico, homicídio, atropelamento, queimadura, suicídio, entre outras. Segundo a equipe do ATLS, o Brasil sofre hoje com cerca de 140 mil mortes causadas por trauma. “É preciso minimizar esse problema com trabalho de prevenção e investimento em recursos humanos e o CRM-TO está preocupado em contribuir, melhor, já está contribuindo com a realização deste curso, que é um verdadeiro investimento em recursos humanos”, ressaltou Candelária.

Para o médico Alexis Alison Cardozo Leite, que atua no Hospital Regional de Gurupi, “o curso é essencial para todo médico e imprescindível para aqueles que trabalham na urgência e emergência, pois traz toda uma metodologia que já foi mundialmente aceita e aprovada, isso somado a busca do médico em se melhorar, quem mais ganha é a população”, finalizou Leite.

Parcerias

No Tocantins o curso é realizado pelo CRM, tem a contrapartida do médico participante, com investimento de R$ 1.800, valor abaixo do praticado em outros mercados e com a parceria do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Sindicato dos Médicos do Tocantins (Simed- TO).

 

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner